domingo, 1 de maio de 2011

DESENHO

Desenhei um meninozinho 
solto no meio da página,
Sem mais nada.
Tinha nome...
Tinha cor de olhos também....
Não sabia para onde ir.
Quis dar um mundo de sugestões e poesias,
Achei melhor o silêncio.
Que ele buscasse seus caminhos, 
pois teria sempre à sua disposição,
na página,
um considerável espaço em branco
para fazer seus apontamentos, 
suas escolhas
ou simplesmente desistir.
Em todo caso, estaria ali,
Atenta às idas e vindas,
e ao  meu reflexo em seu olhar de papel:
única pista sobre a concretude dessa ilusão.

Lendo Quintana e mandando a tristeza embora...

36 comentários:

  1. sou um rabisco
    um traço
    imitando relógio de sol
    sou um areebol nesse desenho
    inicial de manhã
    nesse amanhã de caminhos
    sorvendo eu, andarilho e sorrisos
    uma beleza nas mãos
    um jeito de ser feliz
    por um teco de giz.

    Que lindo, Carla.
    Meu carinho,
    Samara Bassi.

    ResponderExcluir
  2. Inspiração lindíssima...Me deu vontade de desenhar...beijos,linda semana,chica

    ResponderExcluir
  3. Boa inspiração. Sinto um desejo danado para rabiscar, mas não levo nenhum jeito (rsrs). Abração.

    ResponderExcluir
  4. Se eu soubesse desenhar , desenharia , mas só o que sei fazer é escrever e compartilhar versos e poesia. Lindo , Carlinha !

    Convido você e quem mais quiser vir a conhecer meu novo espaço de poesia , fresquinho , inaugurado hoje : www.vidainversoepoesia.blogspot.com

    Grande Beijo!

    ResponderExcluir
  5. que bom, carlinha. manda a tristeza embora mesmo pq ela só serve pra gente escrever! rsrsrs

    ResponderExcluir
  6. Essa é a melhor característica de uma folha em branco: pode-se colocar nela o que quiser.
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. A imagem é a concretização da escrita ou é o contrário? Tu tens o dom de ambos. Boa semana.

    ResponderExcluir
  8. Lúdico, na infância criamos personagens e lhe damos vida. Talvez assim seja possivél observar melhor a realidade. Parabéns amiga. Estou te enviando o início de um poema. Abraços, HR.

    ResponderExcluir
  9. Menina, saudades das suas poesias! Ficou LINDO!!
    Quintana nos inspira neh *-*

    ótima semana pra ti!!

    beijos

    ResponderExcluir
  10. Quem me dera esse menino fosse eu e podusse outro destino trilhar. Lindo poema gata =]

    ResponderExcluir
  11. A tristeza é que ela rende textos incriveis...
    Mas a felicidade rende muito mais!

    Boa semana minha amiga, se cuida
    Beijos

    ResponderExcluir
  12. Sou menino desenhado no nada
    buscando o que não conheço
    colorindo meus sonhos
    pintando meus anseios
    mais sempre volto ali
    naquele branco de sempre
    onde encontro meu porto
    um amor que da conforto e paz.


    Lindo seu texto, mandando a tristeza embora e escrevendo de forma brilhante.


    Beijos!

    ResponderExcluir
  13. Quintaneando a vida!
    Adoro!

    Bjos Carla.

    ResponderExcluir
  14. http://movieaddictsz.blogspot.com/2011/04/menina-da-cabeca-de-bola-quadro-4.html

    ResponderExcluir
  15. espero que a liberdade do espaço em branco tenha mandado embora a tristeza. beijo!

    ResponderExcluir
  16. Triste são os meninos em cinza desenhados na rua...

    ResponderExcluir
  17. Vida às nossas personagens repentinamente criadas! Muitas coisas boas foram criadas assim! Com Mário Quintana, as tristezas às vezes vão e às vezes são tornadas outras coisas.

    ResponderExcluir
  18. Somos sempre responsáveis por nossos passos e escolhas!

    Lindo, querida... força e alegria para você!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  19. Esse menino estava descobrindo o seu caminho no desenho da vida...

    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  20. Quintana sempre manda a minha tristeza embora .

    um beijo , Carla !

    ResponderExcluir
  21. Querida...A vida é assim .Páginas repletas,cheias e páginas em branco.
    Beijo no seu coração.

    ResponderExcluir
  22. Lindissimo,,,é sempre gostoso quando chega esse inspiração,,,são rabiscos da alma...grande beijo de bom dia.

    ResponderExcluir
  23. Carla, estás de-li-ci-o-sa-men-te inebriada de Quintana, hein!
    Valeu mil!

    Quintana era o poeta, hoje ele é a poesia.

    Abraços poéticos!

    ResponderExcluir
  24. Não sei como foi,mas ela pegou um batom, tipo assim exuberante e fez no espelho um retrato falado...Eu falava do meu amor por ela e ela desenhava.O que saiu?Nem eu sei!Algo perplexo e lindo,assim,como o amor.

    Carla,te amo!
    Bjos!

    ResponderExcluir
  25. Oi, Carlinha. Andavas sem postar também é? Eu ando meio ausente do blog por causa da universidade, estou estudando muito. Mas sempre que posso venho aqui me alimentar de poesias. Bjs

    ResponderExcluir
  26. Amiga, ando trabalhando mais do que devia...Mais do que queria...kkkkkkk
    Mas isso aqui continua sendo um vício...

    ResponderExcluir
  27. Traga-o em rédias curtas, senão ele toma conta de você.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  28. Quintana e suas inúmeras possibilidades de felicidade espantam qualquer tristeza.
    Bjo, amada.

    ResponderExcluir
  29. Amigaaaaa!!!!
    Que linda inspiração!
    Acionou, com o desenho e as palavras, o infinito que mora em mim. Deu-me uma vontade de rascunhar novas possibilidades e sair por aí para concretizar os traços dos rabiscos dos meus sonhos latentes!
    Lindoooooo!!!!!!

    ResponderExcluir
  30. Belíssimo! Consegues pegar algo tão simples e tornar isto atemporal por meio dos teus versos. ;-)

    ResponderExcluir
  31. A-DO-REI. Esse menininho, em outro momento, merece uma história. Beijos.

    ResponderExcluir
  32. Me risca,desenha,pinta minha cara e minha honestidade,faz tela,resenha,rabisco de poeta,em noite de lua cheia.

    ResponderExcluir

Cola sua ESCREVÊNCIA na minha...Eu junto tudo e a gente faz uma canção...
Juntos, os nossos sonhos de ESCREVÊNCIA podem ser maiores...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leia mais...