domingo, 4 de setembro de 2011

SOBRE ONTEM

Dói o corpo
E a lembrança arde
Da tua boca na minha boca
E esse ontem cheiro teu.
Me vira do avesso
E vem ser meu.
Regado a vinho
Seco
Ou suavemente eu.
Me vira do avesso
E vem ser meu .
E bate...
Bate a hora
Que na hora errada vai...
Mas bate,
E me desabrocha outra vez.
Me vira do avesso
E vem ser meu...



35 comentários:

  1. Lindos e intensos momentos na poesia! beijos,chica e uma linda semana!

    ResponderExcluir
  2. Caliente e belo. Intenso. Gostei muito, Carla...

    beijo.

    ResponderExcluir
  3. Mesmo que seja na hora errada. Melhor a hora errada de vir do que de ir.

    ResponderExcluir
  4. E se mão houve o ontem..o beijo, o cheiro, e se?

    ResponderExcluir
  5. Intensidade na entrega.

    tenha uma semaninha linda e perfumada!!!
    =**

    ResponderExcluir
  6. Entrega perfeita!

    Saudades de você, beijos

    ResponderExcluir
  7. os ontens são para mim, como flores de plástico: não envelhecem jamais :)

    Uauuuuu hein, Carlitcha!!! Arrasouuu

    Meu carinho, amiga :)

    ResponderExcluir
  8. Uma lembrança de uma historia de desejos escrita na pele...beijos de bom dia pra ti amiga.

    ResponderExcluir
  9. Elevadissimo teor de paixão... Belíssimo este teu poema. Como tudo o que escreves.

    BeijooO*

    ResponderExcluir
  10. E que delicia de texto e que vontade que deu de ser mais um desses a terem o cheiro teu.

    ResponderExcluir
  11. Aquém do teu ontem só pode ficar o teu hoje...

    :)

    ResponderExcluir
  12. Que texto maravilhoso...
    Quente e gostoso...
    Ser virado do avesso pelo ser amado é sempre bom...

    Amei a foto.

    Beijo grande!

    ResponderExcluir
  13. um convite à confluência. E o "me desabrocha outra vez" vale por muitos poemas.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  14. Que esse delicioso ontem se eternize por toda a vida.Que o amor desabroche em pétalas lindas no jardim do teu coração.
    Beijo Carla!

    ResponderExcluir
  15. Desabrochar como se fosse a primeira vez,
    colocar pelo avesso
    ver seu verso.

    ResponderExcluir
  16. Carla...

    Cada palavra do poema é uma doce e excitante caricia deslizando sobre a pele!

    Beijos,
    AL

    ResponderExcluir
  17. me gusta lo sensual de las palabras.

    ResponderExcluir
  18. Que versos mais lindos e ritmados, Carla! O amor se revela, também, em rimas, prosa e poesia!
    Bjo, querida.

    ResponderExcluir
  19. Ô Carlinha, posso nem ver isso! kkk Cadê as novas postagens? Bjs

    ResponderExcluir
  20. querida, novo link do blog: http://consideracaodopoema.blogspot.com/

    beijos

    ResponderExcluir
  21. Belo post, forte...

    Ritmados Carla

    Gostoso de se ler!

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  22. Olá...
    Encontrei seu blog e amei
    quanta coisa boa aqui tem!!
    meus parabéns
    estou te seguindo
    me visita e segue se quiser
    beijos

    http://rgqueen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. Olá, desculpe invadir seu espaço assim sem avisar. Meu nome é Nayara e cheguei até vc através do Blog Azues. Bom, tanta ousadia minha é para convidar vc pra seguir um blog do meu amigo Fabrício, que eu acho super interessante, a Narroterapia. Sabe como é, né? Quem escreve precisa de outro alguém do outro lado. Além disso, sinceramente gostei do seu comentário e do comentário de outras pessoas. A Narroterapia está se aprimorando, e com os comentários sinceros podemos nos nortear melhor. Divulgar não é tb nenhuma heresia, haja vista que no meio literário isso faz diferença na distribuição de um livro. Muitos autores divulgam seu trabalho até na televisão. Escrever é possível, divulgar é preciso! (rs) Dei uma linda no seu texto, vou continuar passando por aqui...rs





    Narroterapia:

    Uma terapia pra quem gosta de escrever. Assim é a narroterapia. São narrativas de fatos e sentimentos. Palavras sem nome, tímidas, nunca saíram de dentro, sempre morreram na garganta. Palavras com almas de puta que pelo menos enrubescem como as prostitutas de Doistoéviski, certamente um alívio para o pensamento, o mais arisco dos animais.



    Espero que vc aceite meu convite e siga meu blog, será um prazer ver seu rosto ali.

    http://narroterapia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  24. adorei seu blog, colherei nele o q me tocar a alma para postar no meu : ancaug.blogspot.com

    Bjs

    ResponderExcluir
  25. PARABENS CARLINDA, MUITO BOM MESMO SUAS POESIAS, LEIO ELAS TODOS DIAS PORQUE SAO MUTIO BOAS, QUERO QUE ESCREVA UMA POESIA SOBRE HOMOSEQUISUALIDADE

    BJS TE AMO MUTIO.
    ATT, SEU ADMIRADOR SECRET

    ResponderExcluir
  26. Que saudades daqui!

    Carlinha, mineira linda!

    Um beijo, marcado em suas escrevências!

    ResponderExcluir
  27. Desabrochar pra se abrir de novo.
    É espera compacta de paixão!

    Que saudade daqui!

    =)

    Beijo, Carlinha!

    ResponderExcluir
  28. tem um leve gosto de letra de música: sonora sua poesia =]

    ResponderExcluir
  29. Retribuindo a visita...
    versos de volúpia ardente, acre sabor que resvala aos dentes, às papilas gustativas. Que sabor de poesia! Abço!

    ResponderExcluir
  30. Carla Querida...

    Como é bom voltar aqui e aspirar toda essa poesia vermelha. Todo esse "seu" dom refinado para escrever. Saudades dessa atmosfera...

    Faço o convite para visitar o meu outro blog http://versosvermelhos.blogspot.com

    Abraço carinhoso

    Sil

    ResponderExcluir

Cola sua ESCREVÊNCIA na minha...Eu junto tudo e a gente faz uma canção...
Juntos, os nossos sonhos de ESCREVÊNCIA podem ser maiores...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leia mais...