sábado, 5 de fevereiro de 2011

TEMPO BREVE

O tempo é breve...
Mais breve é o tempo cúmplice
Do encontro do olhar.
Mais breve o tempo breve
Que vai crescendo
No tempo do nosso beijar,
No encontro dos corpos indomáveis,
Na ânsia do não findar.
Nem sei se faz sentido
Ou se pode explicar
Essa desordem do tempo breve
E da eternidade de  amar.
Achados e perdidos.
Alma prolongada de desejos,
De infinitudes e incompletudes
Ansiosas e efêmeras.
A dual delícia
Da busca pelo sempre
Que é nada
Perto da vontade de tudo.
Prolongo-me então em sentir apenas,
Sem mediocridades a rondar,
Só a beleza insuportável e indescritível,
A esplêndida sensação contínua,
Da brevidade que se repete
Eternamente no desejo
De começar de novo o bom da vida.
Se breve for então,
Que seja instante por instante,
Na eterna encantação de amar.

24 comentários:

  1. Sempre 'De infinitudes e incompletudes'...

    Aproveitando a passagem, tem um selo que foi destinado a todos os leitores do meu blog. Pega o seu!

    Abraço!

    http://penseafim.blogspot.com/2011/01/seguindo-ideia.html

    ResponderExcluir
  2. Carla, querida
    Realmente é breve o tempo!
    Tudo é transitório, posto que finito.
    Achei lindo o seu poema, que , aflito, dá-nos (se esquecida ) , essa dimensão ...
    Abraço.

    ResponderExcluir
  3. Ouvinte compulsivo de Pink Floyd que sou, imediatemente fui ouvir Time de Waters, e como Pink Floyd não se ouve apenas uma música, recorri ao Dark Side inteiro. Viu só que tempo bom vir aqui me proporcionou? Abraços!

    ResponderExcluir
  4. Que bom que encontrei teu blog, antes que o tempo passasse!!!
    Minha ilustração já está no blog da Construtora de Palavras. Se quiser me conhecer, passa lá.
    Bjinho :)

    ResponderExcluir
  5. é mesmo (...)
    beijinho*

    ResponderExcluir
  6. Salve, Carla!

    Obrigado pelo comentário deixado no Poema Dia.

    Alumbramentos de palavras existem: acabo de conhecer (aqui) alguém que escreve paidégua.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  7. de infinitudes e incompletudes.
    também aqui se sentem as urgências, querida carla :)
    um abraço!

    ResponderExcluir
  8. O tempo passa rápido
    tudo muda com tempo
    passa e muda rápido
    como o tempo
    passou


    "Que seja infinito enquanto dure"

    Beijos!

    ResponderExcluir
  9. Interesante com as dualidades, a do tempo, frisada aqui, foi maravilhosamente remetida ao amor, neste arremate:"Se breve for então,
    Que seja instante por instante,
    Na eterna encantação de amar."

    ResponderExcluir
  10. Da busca pelo sempre
    Que é nada
    Perto da vontade de tudo.
    Prolongo-me então em sentir apenas...
    Lindo Carla! Brigadão pela visita. Bjãoo.

    ResponderExcluir
  11. O tempo nos é implacavel na vida...sempre perdemos esse tempo...beijos de boa semana pra ti.

    ResponderExcluir
  12. Estou te seguindo aqui.
    Obrigada pelo carinho.
    Beijos e fique com o Pai.

    ResponderExcluir
  13. O tempo é breve realmente, mas as palavras perpetuam-se na eternidade..

    ResponderExcluir
  14. Sim Carla,

    o tempo de fato é breve e precisamos saber vivê-lo... Grata por suas palavras de carinho e apoio lá no Sempre Poesia... Bj.

    ResponderExcluir
  15. Oi Carla,

    O tempo, meu maior inimigo quando estamos com quem amamos.

    Uma linda semana para você, moça.

    Aquele abraço!

    ResponderExcluir
  16. Carla,
    Alguma coisa me lembrou Drummond em tuas palavras no meio do caminho...

    Abraço mineiro,
    Pedro Ramúcio.

    ResponderExcluir
  17. gotinhas diárias de eternidade...

    beeeeijo Carla

    ResponderExcluir
  18. Certas vezes odeio o tempo, por passar tão depressa, por me fazer sofrer de tanta saudade.

    Outras vezes amo o tempo, por me curar de feridas, amadurecer idéias, me proteger do destino.

    Beijos Carlinha

    ResponderExcluir
  19. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  20. Carla, gostei muito de seu blogger. Sou professor e poeta no Rio de janeiro. Ficaria muito honrado se também me seguisse. Tenho um livro publicado, chama-se "Passageiro do Tempo". O tempo, é um fenômeno que mexe com todo mundo. Parabéns poetisa!

    ResponderExcluir

Cola sua ESCREVÊNCIA na minha...Eu junto tudo e a gente faz uma canção...
Juntos, os nossos sonhos de ESCREVÊNCIA podem ser maiores...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Leia mais...